28/03/2004 a 03/04/2004


Dê uma nota para meu blog


 UOL
 UOL SITES
 Marilyn Manson
 Madonna
 Linkin Park






Charles Manson


CHARLES MANSON

 

A HISTÓRIA

 

Filho de uma prostituta, e rapidamente transformado em delinqüente juvenil, Charles Manson nasceu no dia 12 de novembro de 1934. Passou por vários reformatórios durante a adolescência, respondendo por crimes como roubo e falsificação. Em 1954, após cumprir uma pena de 10 anos, Manson funda uma comunidade hippie que se intitularia "A Família". Mais do que líder da família, Manson era uma espécie de guru espiritual para seus seguidores. Sua comunidade hippie vivia perambulando pela periferia das cidades, roubando, vendendo drogas, praticando sexo grupal e realizando rituais propostos por seu líder.

 

Charles Manson logo se tornaria fã dos Beatles e passaria a acreditar que o grupo compunha suas musicas especialmente para ele. Por isso Manson passava horas ouvindo as canções, em busca de mensagens ocultas que ele acreditava serem deixadas pelos Beatles para ele.. Quando o grupo lançou o disco "Álbum Branco", ele gastou muito dinheiro fazendo ligações para Londres, tentando falar com John Lennonn e Paul Mcartney para dizer que já havia decifrado as mensagens.

 

No dia 9 de Agosto de 1969, "A Família" invadiu a mansão do cineasta Roman Polanski, em Hollywood. Eles assassinaram brutalmente a esposa do cineasta e dois casais de convidados que se encontravam na casa, fazendo um total de cinco vítimas naquele dia. Sharon Tate, 26 anos e esposa de Roman Polanski, estava grávida de oito meses. Seu corpo foi perfurado 16 vezes por uma lâmina de baioneta e depois fora enforcada. Estudos posteriores da perícia mostraram que o bebê sobreviveu por muito tempo após a morte de sua mãe. O verdadeiro objetivo de Manson era se vingar de Terry Melcher, antigo morador da casa e produtor dos "Beach Boys". Manson acreditava que Terry havia roubado uma de suas músicas, mas no auge de sua loucura não percebeu que Terry não morava mais ali.

 

Na noite seguinte o grupo fez mais vítimas: Leno e Rosemary La Bianca, proprietários de uma rede de supermercados. O casal também teve sua casa invadida e foi brutalmente assassinado pelos seguidores de Charles Manson. Eles foram mortos com dezenas de golpes de garfos e facas, e na parede foi deixado escrito em sangue: "Death to Piggies"(morte aos porcos). Esse assassinato é atribuído à musica "Piggies" dos Beatles.

 

Charles Manson e seus seguidores foram presos e acusados pelos assassinatos. O grupo se reuniu em torno de Manson tentando protegê-lo. Manson não estava presente em nenhuma das chacinas de seu grupo, mas a promotoria conseguiu provar que ele fora o mandante dos crimes. No julgamento, três de suas seguidoras tentaram assumir sozinhas a autoria dos assassinatos para inocentar seu líder, mas seus depoimentos não foram aceitos e Charles Manson e todos os seus seguidores foram condenados à prisão perpétua, exceto Linda Kasabian, uma das integrantes do grupo que garantiu sua imunidade proporcionando evidências contra Mason e os outros membros da família.

 

Finalmente Manson deixou de lado sua figura de pacifista inocente e afirmou seu profundo ódio pela humanidade, acusando-a de rejeitar a ele e aos seus seguidores. Posteriormente foram revelados seus verdadeiros motivos: Manson era um grande racista, que planejava cometer seus crimes brutais contra ricos brancos para que estes fossem atribuídos a negros e se iniciasse uma onda de perseguições contra os negros de todo o país. Atualmente muitos artistas da música têm idolatrado Charles Mason de forma sensacionalista, pregando sua libertação. Um absurdo tendo-se em vista que Manson afirmara que "uma vez começado a matar, nunca pararia até destruir toda a humanidade".

 

PS:Como Charles Manson não matava sozinho, não matava uma vítima por vez e manteve um período de tempo muito curto entre seus crimes, ele é considerado por muitos um Spree Killer e não um Serial Killer.

 Escrito por Manson às 18h37
[ ] [ envie esta mensagem ]



John Wayne Gacy

 

Em 1978, a polícia de Illinois, Chicago, efetuou uma busca na casa n° 8213 da West Summerdale Avenue, interrogando seu morador, John Wayne Gacy, palhaço amador e muito querido pelas crianças da cidade, dificilmente cometeria algum crime. Ledo engano. Antes de irem, um dos policiais estranhou um cheiro desagradável na casa; "É só um entupimento nos canos de esgoto", explicou Gacy. Mas os policiais decidiram investigar mesmo assim. No porão, sob um alçapão oculto, foram encontrados os restos de vinte e nove garotos entre nove e vinte e sete anos, com sinais de tortura, violências sexuais e estrangulamento. John Wayne Gacy Jr., nascido em Chicago em 1942, também teve uma infância meio traumática: era espancado e chamado de "bichinha" pelo pai alcoólatra, sofreu um traumatismo craniano aos 15 anos, e em 1968 foi preso por estar praticando atos sexuais com um jovem no banheiro de um bar. Gacy começou a matar em 1972, e suas vítimas, todos homens. Os rapazes recebiam propostas de emprego, iam até a casa de Gacy, eram embebedados, amarrados numa cadeira e os estuprava. Em 1988, Gacy foi condenado a 21 prisões perpétuas e 12 penas de morte. Enquanto aguardava no Corredor da Morte do Menard Correctional Center de Illinois, Gacy - apelidado pela imprensa de "Palhaço Assassino" - passava o tempo fazendo belíssimos desenhos infantis, especialmente ... palhaços! Suas ilustrações são consideradas ítens de coleção e alcançam altos preços no mercado.

 Escrito por Manson às 18h27
[ ] [ envie esta mensagem ]



Richard Speck

 

O terror das enfermeiras Richard Franklin Speck, 24 anos, lixeiro semi-analfabeto de Chicago, era fanático por quadrinhos e viciado em drogras e álcool. Tinha a frase "Born to Raise Hell" ("Nascido pra zuar", em tradução anos 90) tatuada no antebraço. Na noite de 14 de julho de 1966, completamente bêbado e armado com um revólver e uma faca, invadiu a casa de nove enfermeiras que moravam juntas. Após amarrá-las, matou-as uma a uma. A única sobrevivente foi Cotazón Amurao, de 23 anos, que se arrastou para baixo de uma cama e ficou escondida durante o massacre. Identificado por suas digitais e reconhecido po Corazón, Speck foi acusado de assassinato em primeiro grau e setenciado à cadeira elétrica em julho de 1967. Quando a Suprema Corte aboliu a pena de morte, Speck foi novamente a julgamento e condenado a 400 anos de prisão. Alegou inocência até 1978, quando finalmente confessou o crime a um repórter. Em 5 de dezembro de 1991, teve um ataque cardiaco fatal. E em maio de1996, uma emissora de Chicago pôs no ar um vídeo de duas horas contrabandeado da prisão de Stateville. Na fita, Speck aparece com implantes de silicone e usando calcinhas!. Em tom cínico e recheado de gargalhadas, ele falava sobre seus crimes aberta e livremente, comentava sobre relacionamentos homossexuais que tinha na prisão e cheirava enormes carreiras de cocaína. Em certo momento, ele afirma: "Se esses caras soubessem o quanto eu me diverti, teriam me soltado! Matar não é como na TV, onde em três segundos a vítima já era. A coisa toda leva três, quatro minutos... você tem que usar muita força!"

 Escrito por Manson às 18h19
[ ] [ envie esta mensagem ]



Albert Fish

 

Albert Fish nasceu em Washington em 1870. Aos 5 anos ele foi para um orfanato. No orfanato ele tomou um prazer imenso ao ser abusado, o que influenciou sua mente a gostar do sado-masoquismo. Aos 7 anos, sua mãe o tirou de lá porque havia conseguido um emprego. Aos 9, ele caiu de uma cerejeira e machucou-se seriamente na cabeça, o que mais tarde causara dores de cabeça e pequenos problemas mentais. Aos vinte anos ele se mudou para Nova York, onde começou a ter relações sado-masoquistas homossexuais. Em Nova York ele começou a estuprar crianças e participar de "atividades bizarras". Cometeu seu primeiro assassinato em 1910, onde ele mutilou e torturou sua vítima. Daí então ele começou a ter preferência por crianças e começou a assassiná-las. Por volta de 1920, Fish viajou por 23 estados americanos, pintando casas, ele via esse trabalho como a perfeita oportunidade para cometer suas atrocidades às crianças. Fish lia freqüentemente a Bíblia e dizia que a voz de Deus o mandava matar. Ele também gostava de inserir agulhas no corpo perto da genitália, atos de dor o excitavam. Em maio de 1928 um homem chamado Frank Howard fez amizade com a família Budd. Um dia o Sr. Howard perguntou se ele podia levar Grace, a filha de 10 anos, para uma festa. A família Budd permitiu... e nunca mais viu sua filha ou o velho homem novamente. O Sr. Howard era de fato Albert Fish, aos 58 anos. Ele teve a idéia de matar Grace Budd para depois usar seu corpo para atos de canibalismo. Seis meses depois, a família Budd recebeu uma carta anônima do assassino que admitiu ter matado Grace, cozido seu corpo e depois o comido. A polícia procurou por alguns apartamentos onde achavam que as letras tanto da carta quanto da pessoa eram parecidas. Até que encontraram Albert Fish. Ele ficou conhecido como "O Vampiro do Brooklyn" que tirou a vida de 4 crianças de 1932-34. Fish foi acusado pelo assassinato de Grace Budd, sua defesa foi insanidade. O júri não concordou com a idéia e Fish foi sentenciado à morte. Em Sing Sing Prison em 16 de janeiro de 1936, Albert Fish que descreveu a sentença à morte como "a maior emoção da minha vida", foi eletrocutado. A primeira carga elétrica falhou por baixo circuito, isso por causa das agulhas que Fish havia inserido em seu corpo por todos aqueles anos. Albert Fish cometeu centenas de abusos sexuais e 16 (ou mais) assassinatos.

 Escrito por Manson às 18h13
[ ] [ envie esta mensagem ]



Henry Lee Lucas

 

No dia 15 de junho de 1983 enquanto estava na prisão por roubo armado, e em suspeita de dois assassinatos, Henry Lee Lucas admitiu ter matado mais trezentas e cinqüenta pessoas. Lucas tinha gasto a maioria de sua vida, de 1960 a 1975, na prisão. Depois de ser libertado teve um matrimônio malsucedido (que terminou quando a esposa dele percebeu que ele estava fazendo sexo com ela e mais duas meninas pequenas) e viveu durante algum tempo com sua irmã Wanda, partindo quando ela o acusou de abusar sexualmente de sua filha mais jovem. Em 1978, Lucas conheceu sua amante e o seu amigo Ottis Toole, em uma cozinha pública em Jacksonville, Flórida. Ottis Toole foi preso por roubos de carros e pequenos assaltos, e ele convidou Lucas para proteger sua casa, onde ele foi considerado como um membro da família. Em 1982, Lucas fugiu com Ottis e a sobrinha dele, Becky Powell de 12 anos (que era ligeiramente retardada e cresceu em uma casa de incestos) e o irmão mais novo Frank. Eles se sustentavam de roubos - principalmente de pequenos supermercados. Em seguida Lucas e Becky se apaixonaram. Lucas contou como eles andaram ao redor do país matando pessoa por pessoa. Lucas e Toole mataram muitas pessoas e às vezes Becky e Frank ajudavam. Lucas era um necrofílico (indivíduos que saciam os seus instintos sexuais em cadáveres) e Toole era um canibal. Toole também ficava excitado quando queimava casas completamente. Finalmente, Frank e Toole voltaram para casa na Flórida, enquanto Becky e Lucas continuaram na estrada. Becky logo ficou nostálgica, e implorou para Lucas que a levasse para a Flórida. Henry concordou e eles partiram. Uma noite Lucas discutiu sobre a decisão dela de voltar para casa, Becky perdeu a paciência e o golpeou na face. Imediatamente Lucas agarrou uma faca de trinchar e a apunhalou no coração, isto a matou instantaneamente . Depois ele violou o corpo dela. Lucas conduziu a polícia a alguns corpos perdidos. Ele rapidamente foi considerado como o pior assassino em massa na história dos E.U.A.. Lucas também contou como Toole havia matado um homem que estava dormindo colocando gasolina e ateando fogo nele. Toole que já estava servindo quinze anos de sentença por incêndio premeditado, admitiu o que Lucas falou e foi condenado subseqüentemente à morte. Muitas das confissões de Henry Lee Lucas foram depois desmentidas por ele. Não é conhecido quantos assassinatos ele cometeu, alguns dizem que pelo menos duzentos assassinatos cometidos sozinho, e sessenta cinco por ele e Ottis Toole. Também foi dito que a quantia de Lucas realmente de 7 vítimas (as outras 300 seriam supostos homicídios cometidos por outros assassinos, onde as mortes seriam atribuídas a Lucas). A história real é desconhecida, mas o mais aceito é que ele tenha ultrapassado a marca dos 300.



 Escrito por Manson às 18h05
[ ] [ envie esta mensagem ]



Perguntaram a um Sábio:

"O que mais o surpreende na humanidade?"

E ele respondeu:

"Os homens, que perdem a saúde para juntar dinheiro e depois perdem o

dinheiro para recuperar a saúde; por pensarem ansiosamente no futuro,

esquecem o presente, de tal forma que acabam por nem viver no presente

nem no futuro; vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se nunca

tivessem vivido..."

 Escrito por Manson às 18h02
[ ] [ envie esta mensagem ]



Escorpião

Um mestre oriental que viu que um escorpião estava se afogando decidiu tirá-lo da água, mas quando o fez o escorpião o picou. Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo na água e estava se afogando de novo. O mestre tentou tirá-lo novamente e novamente o animal o picou. Alguém que estava observando se aproximou do mestre e lhe disse: " Desculpa-me mas você é teimoso! Não entende que todas as vezes que tentar tirá-lo da água ele irá picá-lo? O mestre respondeu:" A natureza do escorpião é picar, e isto não vai mudar a minha que é ajudar". Então, com a ajuda de uma folha o mestre tirou o escorpião da água e salvou sua vida. Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal; apenas tome precauções. Alguns perseguem a felicidade, outros a criam. Tens o presente sempre. Simples, não crês?? " Quando a vida te apresentar mil razões para chorar, mostre-lhe que tens mil e uma razões pelas quais sorrir ".

Pense Nisso!!!

 



 Escrito por Manson às 17h59
[ ] [ envie esta mensagem ]